Dia da Mulher

Cinco textos que você precisa ler sobre as mulheres

Sobre ancestralidade, maturidade, beleza real e mulheres anônimas
Foto: Canva/CC

No dia 08 de março, celebra-se o "Dia Internacional da Mulher". Uma data para reforçar o debate e a luta pelos plenos direitos femininos: igualdade salarial, equilíbrio nas funções domésticas feitas por homens e mulheres, o fim do feminicídio e da violência. Temas sérios e que tanto afetam a nossa sociedade! Por isso, compartilho cinco textos que escrevi sobre mulheres em diferentes momentos de suas vidas. Textos sobre nossa beleza real, sobre mulheres anônimas, mulheres maduras e mulheres que se libertam das opiniões alheias. Assuntos que permeiam todas as discussões sobre feminismo.

Vamos lá? Escolha o seu preferido e clique no link para ler o texto completo.

1) A beleza feminina real tem estria e dá ruga quando sorri

Mas quando pensamos nas mulheres retratadas nas peças publicitárias, você já se perguntou: quem são essas figuras que representam as mães no Dia das Mães? Quem é a mulher que representa uma campanha de conscientização contra o câncer de mama? Qual é o corpo escolhido para vender biquíni? Qual é a cor da pele da mulher que serve de modelo para uma marca de maquiagem? Quando você olha para essas fotografias, você se sente representada como mulher?

Continue lendo aqui: https://www.crismendonca.com.br/post/148/a-beleza-feminina-real-tem-estria-e-da-ruga-quando-sorri


2) A mulher em frente ao espelho

Diante do espelho, afastou-se para se ver de corpo inteiro, reluzente na sua cor preferida! Não era mais uma menina de 20 anos apaixonada pelo namorado, tampouco uma mulher de 40 sobrecarregada de obrigações, mas uma senhora de 70 anos sentindo-se livre das imposições mundanas.

Continue lendo aqui: https://www.crismendonca.com.br/post/141/a-mulher-em-frente-ao-espelho


3) Sobre as mulheres desconhecidas, só há uma coisa que importa

Assim como as Joanas, Marias, Carolinas, Conceições, Amandas, Lourdes, Teresas, Amélias, Sônias e Cristinas: as mulheres não vistas, invisíveis nos seus detalhes e potências, reduzidas a recortes. Por isso, é necessário ser morada da poesia, voz que ecoa no quintal ou bom dia que aquece, por mais que eles não alcancem o coração do outro. A paz que importa começa em nós. 

Continue lendo aqui: https://www.crismendonca.com.br/post/237/sobre-as-mulheres-desconhecidas-so-ha-uma-coisa-que-importa


4) Toda mulher é obra de mil outras

Quando desejam estudar, mas precisam lutar contra a pobreza. Quando se reinventam como empreendedoras nos salões de beleza, nas suas cozinhas que se transformam em pequenos restaurantes ou quando lavam roupa “pra fora” para garantirem o sustento. Ao adquirirem seus diplomas à custa de suor e lágrimas. Mulheres que precisam reafirmar que seus desejos sexuais são tão naturais quanto os masculinos e, nem por isso, são dignas de menos respeito. Mulheres da ciência e da área médica

Continue lendo aqui: https://www.crismendonca.com.br/post/234/toda-mulher-e-obra-de-mil-outras


5) A mulher livre dos outros

Eu quero apenas ser a mulher que está em paz com o que é. Eu quero ser a mulher livre dos outros. A que escolheu Pedagogia por amar lecionar, a que escolheu estar sozinha, porque sabe o que deseja de um relacionamento, a mulher que se sente bonita com os seus cabelos crespos, a mulher que veste saias de borboletas para voar por aí. A mulher que assume suas escolhas. Essa é a mulher que eu desejo ser!

Continue lendo aqui: https://www.crismendonca.com.br/post/186/a-mulher-livre-dos-outros
 


Copyright © 2022 I Cris Mendonça. Cinco textos que você precisa ler sobre as mulheres. Todos os direitos reservados.


Comentários
Seja o primeiro(a) a comentar!
Envie seu comentário
Os comentários são submetidos à avaliação antes da publicação. As mensagens de teor ofensivo ou preconceituoso não serão publicadas.
Você também pode comentar usando o Facebook